domingo, maio 28, 2006

Movimentos tectônicos. segundos anos


Movimento convergente: acontece quando duas placas se chocam. Normalmente uma das placas desliza por baixo da outra, para o interior da astenosfera. As áreas onde acontecem esse movimento são chamdas de zonas de subducção ou zona de Benioff-Wadati. Um exemplo de convergencia acontece entre as placas de Nazca e a da América do Sul. O movimento entre as duas placas foi responsável pela formação da Cadeia Andina e a trincheira oceânica Chile-Peru.




Movimento divergente: acontece quando duas placas se movem em sentidos opostos, oque acontece principalmente ao longo de cadeias meso-oceânicas. Quando uma placa se afasta da outra, o magma, do topo da astenosfera, sobe por meio de fendas existentes nas cristas das cadeias submarinas. Ao se encontrar com a água do mar, o magma forma um novo assoalho oceânico.




Movimento horizontal: pode ser chamado também de movimento de falha transformante. Ocorre quando duas placas se deslocam lateralmente. Como a força de atrito é muito grande, as rochas sofrem grandes deformações que podem causar terremotos. Um bom exemplo desse tipo de movimento é a falha de Santo André, na Califórnia.

tectonismo ==

Existem dois tipos de movimentos tectônicos, os movimentos orogenéticos e os movimentos epirogenéticos.


Movimentos orogenéticos são horizontais com curta duração geológica mas com grande intensidade, gerando dobramentos (quando exercidos sobre terrenos incompetentes ou plásticos), fraturas e falhas (quando sobre camadas de rochas rígidas que oferecem resistência às pressões tectônicas). A orogênese ocorreu em apenas quatro períodos na Terra. O Huroniano, no final do Pré-Cambriano, o Caledoniano, no início do Paleozóico, o Herciniano, no fim do Paleozóico e o Alpino que ocorreu do fim do Mesozóico ao começo do Cenozóico, originando os dobramentos modernos.


Movimentos epirogenéticos (do grego épeiron, continente) são movimentos diastróficos verticais com longa duração geológica que afeta a maior parte da porção continental do planeta. Gera o rebaixamento ou levantamento dos litorais e consequente transgressão deste (i.e. o Mar do Norte) ou regressão (i.e. a Península Escandinava)

[editar]
Bibliografia
http://edu.o.f.vilabol.uol.com.br/tectonismo.html

http://www.igc.usp.br/geologia/a_terra.php

Retirado de "http://pt.wikipedia.org/wiki/Tectonismo"


A placa Sul-americana é uma placa tectónica continental que inclui o continente da América do Sul e se estende para leste até à Dorsal Média Atlântica.

A fronteira leste é um limite divergente com a placa africana, formando a parte meridional da Dorsal Média Atlântica. A fronteira sul é um limite com a placa antárctica e com a placa de Scotia. A fronteira oeste é um limite convergente com a placa de Nazca, que se afunda sob a sul-americana. A fronteira norte é um limite com a placa caribenha.

10 Comments:

At 4:03 AM, Anonymous Anônimo said...

Bando de fdp

 
At 4:03 AM, Anonymous Anônimo said...

Gordinho Bola

 
At 4:03 AM, Anonymous Anônimo said...

Gordinho Bola

 
At 4:04 AM, Anonymous Anônimo said...

Gordinho Bola do 1º A

 
At 12:00 PM, Blogger Paulinho said...

ficou muito bom

 
At 12:00 PM, Anonymous Anônimo said...

ficou muito bom

 
At 11:47 AM, Anonymous Anônimo said...

Bom vcs terem isso na escola!!!
Parabéns!!!
Sou estudando do nível superior e estudo geologia...
Tá ótimo!!!

 
At 2:39 PM, Anonymous Anônimo said...

ah, vlw.
Achei td q eu tava precisando.

 
At 4:28 PM, Anonymous nicolas said...

muito boa a explicaçao nao tem melhor,vo tirar um 10 na prova,con sertesa

 
At 6:33 AM, Anonymous Anônimo said...

www.redtube.com -> melhor site educativo

 

Postar um comentário

<< Home